Somos grandes...

... e a prová-lo estão coisas como o maior Bolo-Rei do mundo.

(Dado que não me convém ao raciocínio, vou omitir deliberada e estrategicamente a parte de achar que o maior Bolo-Rei do mundo é composto de um número ambicioso de Bolos-Rei normalíssimos. )

O record, que vai direitinho para o Guiness - wherelse would anyone give a shit? -, destrona o anterior que datava de 1990 e era detido pelo mesmo visionário.

Gosto de pensar que, em 18 anos, americanos, chineses, russos e eventualmente até alemães tentaram, sem sucesso, bater aquele record.

Gosto até de pensar que, a certa altura, o terão conseguido mas, chamado o júri, se constatou que se tinham esquecido da fava e, como tal, o record não tinha sido validado.

Ora tomem lá 2.500 kg de orgulho nacional!

6 Comments:

  1. mar said...
    gosto de pensar que batemos records em coisas que, não importância nenhuma no Mundo...

    P.S.: já agora... existe bolo-rei em mais algum país...?
    Alf said...
    Mar,

    A pergunta não me convém ao raciocínio. Posso ignorá-la? Só esta...
    mt said...
    Alf,

    já que falas de bolo-rei, tenho 2 pedidos para a noite de Natal:

    1) não tragas sopa :)

    2) não confundas os queijos e patés com pacotes de manteiga ;)
    Nuno T said...
    Eu sei que também não convém para o raciocínio adoptado, mas... isso não é o mesmo do que eu subir para cima dos ombros de alguém, de pé, e dizer que sou o gajo mais alto do mundo??
    Alexandra said...
    Ahahah! Também acho, são vários... Não vale!

    Estas tendências das grandezas para o Guiness preocupam-me.
    Pipette said...
    Tudo neste blog é brilhante, mas não há nada que bata as etiquetas.

Post a Comment



Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial

Blogger Template by Blogcrowds