É pouco provável...

... que o dia corra bem quando a primeira música que se ouve na rádio é cantada por esse grande vulto da cultura mundial, de seu nome James Blunt - em português Tiago Blona -, que é aquele tipo que vê anjos no metropolitano ao lado de outro homem e faz disso uma tragédia.

Como se não bastasse, logo de seguida vem o secretário-geral do sindicato dos anões (o lugar de presidente parece que está atribuído a título honorário), de seu nome João Pedro Pais (que rima com por mim não cantavas mais) - em inglês John Peter Parents (que rima com já te afogavas no Mar de Barents)-.

O Sr. Pais trata as mulheres com um romantismo inigualável. Não sei se já ouviram - espero bem que não porque, sobretudo de manhã, faz muito mal - mas mais ninguém conseguiria dizer com aquela categoria a suprema frase "quero-te agora, fica na porta que eu volto já".

És grande, Pais. Hã? Grande?

14 Comments:

  1. Teresa said...
    Li o primeiro nome e fiquei logo a ventilar. James Blunt? Não é o caramelo que canta aquela coisa que me dá uma vontade urgente de voara para a casa de banho para vomitar, You're Beautiful?
    Pior, ainda pior, só mesmo os Il Divo, credo!

    Do outro não conheço nada(parece que estou com sorte)...
    Teresa said...
    Eu queria dizer que fiquei logo a hiperventilar, não sei o que terá acontecido ao sufixo. A não ser que tenha ido a correr vomitar por causa do James Blunt, e aí compreendemos, não é?
    Rita said...
    Odeio o James Blunt e abominooooo o João Pedro Pais!
    Majo said...
    Uiiiii... ainda bem que ainda não tomei o pequeno almoço!

    Que dois cromos!

    Alf, e as calças? sairam pelo lado certo? lol ;)

    Bjinho
    Sofizita said...
    Podia ter sido pior, podia ter-se juntado o andré sardet... :)
    JS said...
    Bem feito!
    Girstie said...
    É para ser perfeito, só faltava ouvires o André Sardet.
    era coisinha para me deixar mal disposta.
    Ervi Mendel said...
    Não é por acaso o que é que "James Blunt" significa em cockney rhyming slang...
    mt said...
    é verdade, antes a droga!
    Tulicreme said...
    Epah, James Blunt e João Pedro Pais já é mau. Juntar André Sardet é crime!!!!!
    "Gosto de ti daqui até à lua e a lua até aqui, agora como és uma criancinha pequena, adivinha lá quanto é que gosto de ti"?!?!?!?! WTF!!! Essa é que me dá mesmo vontade de bater em alguém!
    paddy said...
    Eh eu não gosto das músicas do JPP mas até o acho querido. André Sardet é bem bem pior.
    Pipette said...
    E James Blunt traduzido para brasileiro/português do Brasil/português? (desculpem, mas estas coisas dos acordos confundem-me muito...ahah) Acho lindo. Passo a citar:

    Minha vida é brilhante
    Meu amor é puro
    Eu vi um anjo
    Disso eu tenho certeza
    Ela sorriu pra mim no metrô
    Ela estava com outro homem
    Mas eu não quero perder o sono com isso,
    Porque tenho um plano.

    Você é linda.
    Você é linda,
    Você é linda, é verdade.
    Eu vi seu rosto num lugar lotado,
    E eu não sei o que fazer,
    Porque eu nunca ficarei com você.

    É, ela chamou minha atenção
    Enquanto nós passávamos um pelo outro
    Ela poderia ver no meu rosto que eu estava
    Nas nuvens
    E eu não acho que a verei novamente,
    Mas nós compartilhamos um momento que durará até o fim.
    Bad Girl said...
    Que mal te pergunte: deixaste o James Blunt cantar até ao fim e ainda foste a tempo de ouvir o JP porquê? O teu rádio não tem botões para sintonizar outras frequências? Ah, olha o pé a fugir para o chinelo, olha...
    B3ijos
    Alf said...
    Pipette,

    Era dispensável isso, certo?

    Bad,

    Tu devias saber que a espingarda com 4 rodas que me carrega tem algumas limitações. Uma das quais o rádio. Pronto.

Post a Comment



Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial

Blogger Template by Blogcrowds